top of page

Psico Blog

logo tela branca.png
  • Vivian Albuquerque - Psicóloga CRP 12/20688

A depressão é uma condição de saúde mental que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo, independente de idade. Caracterizada por sentimentos persistentes de tristeza, falta de interesse em atividades antes prazerosas e alterações no sono e apetite, a depressão pode impactar drasticamente a qualidade de vida. Buscar ajuda profissional é um passo fundamental para superar a depressão. Psicólogos, psiquiatras e outros profissionais de saúde mental estão capacitados para oferecer suporte e orientação. A terapia psicanalítica, em particular, pode ajudar a explorar as raízes dos sentimentos depressivos, proporcionando uma compreensão mais profunda e permitindo a construção de estratégias eficazes para lidar com a condição.

 

A depressão não faz distinção e pode manifestar-se de maneiras diversas, tornando-se muitas vezes um desafio para quem a enfrenta. A estigmatização em torno da saúde mental frequentemente impede que as pessoas busquem ajuda, prolongando o sofrimento silencioso. É crucial compreender que a depressão não é sinal de fraqueza, mas sim uma condição psicológica e médica tratável. A depressão é uma realidade que merece atenção e cuidado especializado. A psicanálise surge como uma abordagem valiosa, proporcionando um espaço de acolhimento e entendimento. Se você ou alguém que conhece está buscando apoio, lembre-se da importância de procurar um profissional qualificado que possa oferecer o acompanhamento necessário.

 



0 visualização0 comentário
  • Vivian Albuquerque - Psicóloga CRP 12/20688

Afinal, o que é felicidade? O dicionário nos diz que felicidade é uma sensação real de satisfação plena; estado de contentamento, de satisfação.

A felicidade tem sido muito buscada, em todos os momentos, em todos os dias, mais isso não é possível, e acredito que por esse motivo, as pessoas tem se frustrado. Nas redes sociais só mostramos os nossos melhores momentos, as nossas melhores fotos, as nossas férias, enfim... nada de errado em mostrarmos o nosso melhor. O que quero dizer com isso? A sociedade nos impõe padrões que devemos seguir: em como devemos ser, como devemos nos comportar, o que devemos sentir. Penso que querem nos colocar dentro de um molde padronizado, e quem não segue o padrão estabelecido, é rejeitado. Não é mesmo?

Que possamos ser quem somos, aceitar o que não pudermos mudar, melhorar aquilo que quisermos, e aceitar que o Outro possa ser diferente de nós.

Pensamos que a felicidade está nos bens materiais, quanto mais se acumula, mais se é feliz. Só que a felicidade é um estado mental, não uma 'coisa', algo tangível.

Como a felicidade é um estado mental, o que é o nosso corpo, sem um cérebro saudável? É nele que estão contidas as nossas emoções, os nossos sentimentos. Se a nossa mente não está bem, como o resto estará?

A vida é feita de momentos bons e ruins. Que possamos aproveitar os bons momentos e ter equilíbrio emocional nos maus momentos. Que a nossa mente possa sorrir...

Te convido a fazer uma reflexão: o que você tem buscado?


Conte comigo!

Grande abraço, Vivian.


Referência:

Minidicionário escolar da língua portuguesa. Compilado por Alfredo Scottini. 1. ed., SC: TODOLIVRO, 2009.


35 visualizações0 comentário
  • Vivian Albuquerque - Psicóloga CRP 12/20688

Atualizado: 17 de mar. de 2021

A pandemia tem causado sofrimento em todos nós, por adaptações na rotina, adaptações no trabalho, o distanciamento social, o uso das máscaras faciais, a insegurança financeira, e ainda preocupações com a nossa saúde mental e física. São muitas coisas para se pensar, não é mesmo?

Mediante todas essas novas adequações, estamos convivendo com perdas e o luto. Talvez você não tenha perdido alguém próximo, mas, possivelmente, conhece alguém que perdeu. Podemos experimentar o luto de diversas formas: como os compromissos adiados, as expectativas e planos que foram frustrados, a perda do emprego, a falta de liberdade, a perda dos vínculos sociais, e o medo da morte que nos ronda todos os dias, até que sejamos vacinados.

Na minha opinião, o luto não é algo que devemos superar, mas sim, um processo que necessita ser vivido, precisando de um tempo para a adaptação na nova rotina. É uma nova maneira de se viver, para quem perdeu alguém muito querido, ou algo significativo.

Podemos lidar melhor com o luto, se o aceitarmos, permitir-se sentir a perda, chorar, deixar que os sentimentos venham à tona, adaptar-se ao novo contexto de vida, guardar com carinho as boas lembranças. Agora, se você não conseguiu expressar a sua dor, e essa "ferida" te machuca, sugiro buscar ajuda profissional.

Diante de tudo isso, é importante que tenhamos um espaço para refletir sobre o que foi perdido, e os sentimentos que acompanham essa perda. A psicoterapia é uma forte aliada nesses momentos tão significativos, sendo um espaço só seu, onde você poderá falar abertamente sobre as suas emoções, desejos, necessidades, enfim, sobre tudo o que quiser comunicar.

Lembre-se: você não está sozinho!


Um grande abraço,

Vivian Albuquerque.



41 visualizações0 comentário
bottom of page